Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo
Página inicial > Produtos e Serviços > Obras Publicadas > Dicionário de palavras indígenas destaca origem cultural do povo brasileiro
RSS
A A A

Dicionário de palavras indígenas destaca origem cultural do povo brasileiro

Palavras Indígenas no Linguajar Brasileiro
Palavras Indígenas no Linguajar Brasileiro

Em "Palavras Indígenas no Linguajar Brasileiro", Mário Arnaud Sampaio compila uma série de vocábulos indígenas falados em todo território nacional, traduzindo-os para o português brasileiro. O trabalho nos oferece uma imagem da identidade da cultura brasileira, que encontra nos índios suas raízes mais profundas. A obra representa um importante marco para que a cultura indígena, através de sua sabedoria, seja reconhecida como parte de nossa origem. O autor nos traz histórico e significado de palavras muito presentes no cotidiano, como pirão, guaíba, pipi, guri, peteca, mingau, junina e canoa. Abaixo, um pequeno trecho da definição do vocábulo "gaúcho", conforme Mário Arnaud Sampaio:

GAÚCHO: Há muitas acepções para esta palavra. Até inventaram uma história muito engraçada, de um branco: foi um prisioneiro de não se que tribo indígena e um dia, tocando sua viola ou violão, esteve cantando. Uma índia que o ouvia disse com um suspiro: ngau´ú che, que quer dizer "homem de cantar triste". Não mencionaram em que língua, de que povo ou tribo indígena era essa índia. Ainda que fosse dois Patos, Minuano, Cherúa (Cherarua), Caingangue, ou de qualquer outra tribo das conhecidas no "continente", nenhuma tem palavra assim tão curta para significar tanta coisa. Para mim, embora lá eu não estivesse, a índia deve ter dito ngau´ú cheNga´ú é uma partícula exclamativa dando o sentido de "tomara, oxalá, quem me dera!" Mais o pronome ou variação pronominal che, me, eu, mim, meu etc. Logo, a índia deve ter exclamado:"quem me dera!" Sabe-se lá o que ela não pensou e não disse a respeito do gaúcho. Quem pode desvendar os arcanos de uma kunãtaí apaixonada!

A publicação "Palavras Indígenas no Linguajar Brasileiro" pode ser encontrada no Armazém Literário da Corag (Rua Caldas Junior, 261). Entre em contato pelos telefones (51) 3224-6636 e (51) 3221-3516.

Endereço da página:
Copiar